SITE ZU-31.png
  • ZU Pet Shop

Otites: Como detetar e prevenir

O termo otite refere-se à inflamação do ouvido e ocorre muito frequentemente nos nossos animais de companhia, podendo surgir por diversas causas. Dito isto, convém saber mais sobre o tema para poder detetar e prevenir o problema.



O que são e as suas causas:


As otites (infeções dos ouvidos) são uma das doenças mais frequentes dos nossos animais de companhia, sobretudo do cão. Podem ser externas, médias ou internas, sendo estas últimas as mais graves e dolorosas, mas também as mais raras. As suas causas, podem ser diversas e vamos referir apenas as mais comuns.


· Após o banho, se entrar água e os ouvidos não forem secos, facilmente pode causar uma otite. Os ouvidos dos cães e gatos praticamente não produzem cera, por isso, raramente é necessário serem limpos por dentro. O ambiente natural do ouvido é quente e pouco arejado (sobretudo nos cães de orelhas caídas) e a entrada de água acrescenta a estas condições a humidade, que leva facilmente ao desenvolvimento de fungos e leveduras, que são os agentes principais das otites.


· Algumas otites têm origem na entrada de corpos estranhos no ouvido, como o exemplo muito frequente das praganas (pequenos espigos de plantas), que no verão, em algumas zonas, são um verdadeiro perigo.


· Alergias ou infeções de pele, que afetam simultaneamente os ouvidos, também podem causar otites.


Como detetar uma otite?


Se o seu animal coçar os ouvidos várias vezes ao dia, esfregar a cabeça no chão ou abanar as orelhas, pode significar que tem uma otite. Estes são sinais muito suspeitos a ter em conta e neste caso deve procurar de imediato o seu médico veterinário.


Principais Cuidados para evitar a infeção.


1. É crucial remover com regularidade os pelos acumulados nos ouvidos em raças de pelo de crescimento contínuo (as que necessitam de ser tosquiados), como os caniches. Esta tarefa pode ser desconfortável para os animais, por isso deve ser sempre feito por um profissional;


2. Usar apenas os produtos adequados para a limpeza externa;


3. Tomar precauções para que nunca entre água durante o banho e secar bem os ouvidos, se tal acontecer;


4. Não usar nunca produtos de tratamento sem consultar o seu médico veterinário, porque além de não saber o tipo de otite (pode inclusivamente existir um corpo estranho), estará também a criar resistências e a tornar a otite mais severa e crónica.


Gostou das sugestões? Partilhe com os seus amigos e familiares para que eles saibam o que é uma otite, e o que devem fazer para prevenir esta infeção que afeta com frequência os nossos amigos de quarto patas.

zu white-09.png

Cuidamos do seu

melhor amigo.

FALE CONNOSCO