• ZU Pet Shop

A importância da escolha do WC para o seu gato

Todos os amantes de gatos reconhecem que são seres excepcionais, com características individuais que os tornam únicos e insubstituíveis!

A espécie é ainda conhecida por ser “limpa” e por aprender rapidamente a fazer as necessidades no sítio certo, neste caso o areão ou caixa de areia.

Contudo, cerca de 10% dos gatos apresentam problemas de eliminação inapropriada, que pode dever-se a várias causas. A escolha da caixa e da areia, bem como a sua localização e manutenção é, assim, fundamental para prevenir este tipo de problemas que poderão ser um verdadeiro pesadelo!

1. Limpeza

Os gatos são, efectivamente, seres limpos, que gostam das suas caixas limpas. A limpeza regular com remoção de detritos sólidos e de partes de areia suja é fundamental, idealmente, assim que o gato utiliza o wc. Se remover os dejectos uma vez por dia, bastará uma limpeza semanal com remoção total da areia e lavagem da caixa para manter o seu amigo satisfeito!

2. Número de caixas disponíveis (em particular numa casa com mais do que um gato).

O número ideal de wc’s é de um por gato mais um extra. Isto é, numa casa com 3 gatos, por exemplo, deverão estar disponíveis pelo menos 4 caixas de areia.

3. O tamanho e o tipo de estrutura da caixa.

Há uma enorme variedade de caixas disponíveis no mercado, precisamente para ir de encontro às preferências de cada gato (e do seu humano): fechadas, com porta, abertas, com rebordo, pequenas, grandes, ovaladas, quadradas, etc. Há alguns gatos que têm dificuldade em adaptar-se às caixas fechadas, que embora tenham algumas vantagens óbvias, poderão não ser as mais indicadas para si. Gatos geriátricos ou com problemas de mobilidade poderão ter dificuldade em utilizar caixas com bordos largos ou com portas. A maioria dos gatos prefere caixas grandes, em que possam entrar e sair com facilidade.

4. A quantidade de areia ou substrato.

A média estabelecida e recomendada é de uma camada de 2 a 5 cm de espessura, contudo este valor é meramente indicativo pois, mais uma vez, devemos estar atentos às preferências individuais de cada felino. A maioria dos gatos não gostam de camadas muito fundas de areia.

5. Localização da caixa de areia

Esta deve ser colocada num sitio acessível e tranquilo da casa. Os gatos poderão manifestar a sua preferência em eliminar noutro local por não se sentirem suficientemente à vontade no sítio em que colocamos a sua caixa. Lembre-se que muitas vezes o que nos parece prático a nós não facilitará a vida ao gato. São de evitar locais próximos de electrodomésticos ruidosos como por exemplo frigoríficos e máquinas de lavar, bem como áreas da habitação que sejam frequentemente locais de passagem de outros habitantes. Apesar de preferirem zonas sossegadas, também é verdade que não apreciam sentir-se encurralados, pelo que devemos evitar locais como cantos, em que as hipóteses de fuga estão limitadas por paredes e/ou móveis.

6. Tipo de areia a usar

As escolhas são actualmente muito diversas: areia não aglomerante, perfumada ou não, areia aglomerante, perfumada ou não, areia de sílica, pellets de madeira ou de papel, etc. Parte da escolha também é sua! Veja o que lhe resulta mais funcional em relação à frequência da limpeza e ao número de gatos que detém, já que o factor económico é sem dúvida importante na escolha. Lembre-se que a maioria dos gatos prefere odores neutros, por isso seria de evitar as opções perfumadas. Pense um pouco no ambiente também, e prefira as opções biodegradáveis. O hábito desempenha aqui uma importante função: o seu gato pode ter uma determinada preferência porque foi a areia que usou quando era um gatinho. Gatos seniores poderão mudar as suas preferências devido ao aumento de sensibilidade nas patas.

7. Uma má experiência?

Os gatos são animais que aprendem muito rapidamente, e portanto podemos ainda ter um problema relacionado com uma associação negativa com o wc, como uma experiência negativa ou assustadora enquanto o gato estava no wc. Neste caso, iremos perceber que o gato procura ir à casa de banho, chega a entrar, mas não fica o tempo suficiente para fazer o serviço, saindo sobressaltado rapidamente depois de entrar. Ora, neste caso precisamos de o ajudar a voltar aos bons hábitos: mudar a caixa de sítio, mudar a própria caixa ou outro factor relacionado com o espaço poderão ser ideias a explorar.

Se tiver dúvidas, porque não fazer o teste? Coloque dois ou mais caixotes no mesmo local, com diferentes tipos de areia, e registe a preferência do(s) seu(s) gato(s).

Se o seu gato tem problemas com eliminação em sítios inapropriados, poderá estar relacionado com stress, conflitos com outros gatos, marcação de território, ou até problemas de saúde. Consulte o seu médico veterinário assistente. Aqui ficam algumas dicas para resolver problemas de eliminação inapropriada:


- limpar bem a área problemática com detergente enzimático para remover qualquer odor.

- Colocar a caixa de areia no local onde o seu gato elimina; se não for possível, coloque a água, a comida ou os seus brinquedos nessa área depois de devidamente limpa para desencorajar a eliminação.

- Torne essas áreas menos apetecíveis para eliminar, colocando luzes com sensor de movimento, algo no chão que desencoraje a permanência do gato no local como folha de alumínio.

- Pense se alguma das causa estará relacionada com o que discutimos anteriormente, e aplique as mudanças necessárias para promover as idas ao wc do seu gato.

Nunca esfregue o nariz do seu gato na caixa de areia! Nunca o arraste até à caixa de areia e nunca o confine a espaços pequenos! Se não conseguir resolver o problema, contacte um profissional, mas não prejudique o bem-estar do seu gato pela sua incapacidade de lidar com o problema!

Cuidamos do seu

melhor amigo.

FALE CONNOSCO 

© 2020 ZU | Marca Registada Sonae MC | Informação sobre o Tratamento de Dados Pessoais | Política de Cookies